You are currently viewing NR 35 e o trabalho com andaimes

NR 35 e o trabalho com andaimes

 

Todos nós sabemos que trabalhar em altura é uma atividade de risco. Para que acidentes como quedas sejam evitados, tanto o empregador quanto o trabalhador são responsáveis por seguir medidas para garantir a segurança. Por isso é importante saber sobre NR 35 e o trabalho com andaimes.

A NR 35 é a norma que estabelece essas regras cabíveis ao trabalho em altura. Ela indica os requisitos mínimos que devem ser tomados para assegurar a proteção do trabalhador no andaime, desde o planejamento, organização e execução.

Mas quais são os cuidados que devemos ter ao trabalhar em andaimes? O que a NR 35 garante? Vamos explicar tudo o que você precisa saber neste artigo!

Quais são os cuidados a serem tomados no uso de andaime?

NR 35 e o trabalho com andaimes

O trabalho em andaime envolve um risco alto, inclusive o de morte em caso de queda.

Para evitar esse tipo de acidentes e garantir a segurança do trabalhador, alguns cuidados devem ser tomados ao trabalhar em andaimes. Vamos destacar os principais:

  • não trabalhar em andaimes em dias de ventos fortes ou tempestades. Nem sob sol intenso com risco de insolação;
  • não sobrecarregar o andaime com materiais. O peso limite jamais deverá ser excedido;
  • manter as plataformas em perfeito estado, substituindo imediatamente tábuas que estejam danificadas;
  • as plataformas devem ser largas o suficiente para garantir a passagem segura dos trabalhadores;
  • não trabalhar em andaimes sem utilizar os equipamentos de proteção individual (EPI).

É importante que todos os trabalhadores envolvidos saibam como utilizar corretamente os equipamentos de proteção, bem como a forma correta de armazená-los para uso posterior.

Posso trabalhar em qualquer condição climática?

Para o trabalho em andaimes, NR 35 define que “a execução do serviço deve considerar as influências externas que possam alterar as condições do local de trabalho já previstas na análise de risco.”

Ou seja, segundo a Norma Regulatória NR 35, o trabalho em andaime ou altura deve ser paralisado quando sob condições climáticas desfavoráveis, como ventania, chuvas fortes, insolação ou descargas atmosféricas.

O que deve ser considerado durante a inspeção do andaime?

A inspeção deve ser sempre realizada por um profissional que trabalhe com montagem de andaimes, de preferência que seja técnico em segurança. Ele deve conhecer os procedimentos de montagem, desmontagem, manutenção e inspeção.

Além disso, a inspeção não deve ser feita apenas no momento da montagem: a estrutura deve passar por inspeções regulares para garantir a segurança de todos os trabalhadores.

O especialista deve verificar se a base está nivelada e aprumada, com acesso livre a escada e rotas de fuga. Dispositivos de emergência, como extintores, também devem estar em fácil alcance. A estrutura deve estar montada longe da rede elétrica.

Observe, também, se o andaime foi montado de acordo com a carga que sustentará. O piso de forração deve estar nivelado e os pranchões fixados nas duas extremidades, em boas condições de uso e sem a presença de rachaduras.

Em caso de andaime móvel, é obrigatória a presença de travamento nas rodinhas. As escadas do tipo marinheiro devem ter proteção a partir de dois metros de altura.

Condições de saúde do trabalhador

O trabalhador que apresente alguma das seguintes condições de saúde é considerado inapto para o trabalho em altura:

  • acuidade visual menor que 20/40;
  • problemas respiratórios como bronquite asmática moderada ou grave, quadro obstrutivo de vias aéreas, doenças com quadro de hipoxemia, entre outros;
  • angina, arritmia, uso de marcapasso, desmaios frequentes, doenças coronárias, hipertensão e/ou outros problemas cardíacos;
  • dificuldades de locomoção como artrite reumatoide, fratura, hérnia, deformidades importantes de extremidades, entre outros;
  • esclerose múltipla, distrofia ou atrofia muscular, epilepsia, diagnóstico de alcoolismo ou substâncias psicoativas, entre outros problemas neurológicos e psíquicos;
  • anemia ou diabete descompensada;
  • peso corporal superior a 100 Kg;
  • uso de determinados medicamentos.

Habilitação para trabalho em andaimes (curso NR 35)

A Norma Regulamentadora 35 (NR 35) exige que o empregador ofereça capacitação e treinamento para todos os funcionários que forem trabalhar em altura superior a dois metros.

O curso deve ter carga horária mínima de 8 horas, e deve ser ministrado durante o horário de expediente do trabalhador. Sua ementa deve ter, no mínimo, os seguintes conteúdos :

  • normas e regulamentos referentes ao trabalho em altura;
  • análise de risco e condições impeditivas;
  • riscos potenciais e medidas preventivas;
  • sistemas, equipamentos e procedimentos de proteção coletiva;
  • seleção, inspeção conservação e limitação de uso dos equipamentos de proteção individual (EPI);
  • acidentes típicos dos trabalhos em altura;
  • condutas para situações de emergência.

O que diz a NBR 94?

A NBR 94 (Norma Brasileira 6494 – Segurança nos Andaimes) define condições para a condição estrutural dos andaimes e segurança de quem neles transita.

Esta norma determina as condições que devem ser observadas no projeto e construção dos andaimes, como sua resistência, instalação de dispositivos de segurança adequados, e garantia do estado geral do equipamento.

A regra também estabelece medidas de segurança e proteção, como a presença de guarda-corpos, iluminação e sinalização adequadas, adequação dos cabos de sustentação.

A NBR 94 também estabelece os tipos de andaime (suspensos – mecânicos, mecânicos-leves, mecânicos-pesados; em balanço ou apoiados) e define regras específicas para cada um deles.

Conforme vimos neste artigo, o trabalho em altura envolve riscos graves que podem ser minimizados com a adoção dos devidos cuidados estabelecidos pela  NR 35 .

Essa norma define os cuidados que devem ser tomados pela empresa, como a instalação correta dos andaimes, inspeção e manutenção adequadas realizadas por profissionais especialistas, fornecimento de curso e equipamentos de segurança para os trabalhadores.

Os trabalhadores também devem estar atentos às regras: é sua obrigação conhecer as normas, saber o uso correto do equipamento de segurança, bem como dos dispositivos de emergência.

Com os cuidados adequados, o trabalho em andaime torna-se mais seguro!

Você gostou deste conteúdo? Confira outros artigos do blog!